Tag Archives: lembrancinha de maternindade

João, filho da Fernanda e do Eduardo

25 jul

P1090642A Fernanda chegou inspirada. Sabia bem o que queria: a mensagem da etiqueta, tinha uma ideia para a imagem e a escolha dos tecidos foi bem rápida. Os fudges eram para o chá de fraldas e para a maternidade, para cada ocasião embrulhados de um jeito. O do chá de fraldas apenas embalado em papel alumínio e com etiqueta personalizada. Para a maternidade, tecido com dois fudges por trouxinha e tag personalizada. A única coisa sobre a qual ela ainda estava em dúvida era a quantidade. Queria encomendar 150 fudges de lembrancinha de maternidade. Uau! Calma, calma. Expliquei que achava muito e que talvez umas 60 unidades seriam o suficiente. Fechamos em 70 para a maternidade.

E o combinado é sempre este:
Me passe o contato de duas pessoas que vão estar no quarto para receber. Eu geralmente entro no estacionamento e só entrego, não vou até o quarto. Quando é parto normal, o procedimento é, assim que nascer, você pedir para alguém me ligar avisando e eu já me encarrego de fazer o pedido.

No dia 20/07, o Eduardo me ligou.

‘Alô, Juli?’
E eu já fui me adiantando.
‘É o marido da Fernanda, né? Acho que já posso te dar os parabéns.’
‘É, o João nasceu.’ Com aquela voz que a gente consegue “ver” o sorriso estampado no rosto, sabe?

Bem-vindo, João! É sempre emocionante fazer parte destas histórias.

Amor à primeira vista

13 fev

O primeiro contato da Audrey conosco foi por telefone, ela precisava saber se iriamos trabalhar na semana do Natal e Ano-Novo, já que o David iria nascer bem neste período. Sim, sim, pode contar com a Juli M, eu disse pra ela. Como ela nunca tinha provados os fudges, enviei uma amostra* para o endereço.

Fiquei super feliz, ela gostou tanto que encomendou as unidades personalizadas para dois chás de bebê, mas ela gostou mesmo das caixinhas de acrícilo. Mas as da amostra eram muito grandes para a maternidade, então pediu em um tamanho menor.

Conversamos, e acertamos o tamanho para a lembrancinha de nascimento (4x4cm). E voilá!

David

*Se você mora em SP e gostaria de receber uma amostra, entre em contato conosco pelo site.

Perdida é pouco

26 ago

Esta semana fui entregar as lembrancinhas de maternidade na maternidade Pro Matre – São Paulo. Quem mora em São Paulo, como eu, sabe que não tem erro. Pois não teve mesmo, eu cheguei lá numa boa e entrei no estacionamento. Seria jogo rápido. O pai desceria e pegaria a encomenda.

Mas não foi simples assim. Combinei com a mãe que entregaria os fudges no ‘estacionamento da rua de trás’. E a mãe me perguntou, ‘qual a a Joaquim Eugenio de Lima?’ Eu prontamente respondi que sim.

Fui até a Pro Matre e liguei quando estava chegando, o pai  me disse, ‘ok, estou descendo’. Bem, o que era para ser jogo rápido demorou mais de 30 min. Na verdade, eu estava na  São Carlos do Pinhal.  Depois de muito tempo, o pai percebeu o meu erro, porque eu não me toquei.

Leo, Ingrid e Rubens, perdoem a minha falta de orientação.

Bem-vind o Leo.

Calma, calma

21 ago

Domingo, 19 de agosto, eu pronta para ir ao parque toca o telefone:

– Alô, Juliana?
– Oi, sim.
– É a tia Filomena..
– A filha da Lu, nasceu tia? (Já fui logo interrompendo)
– Não, ela está em trabalho de parto, entrou na sala era 5am. Juliana, ela acabou de me pedindo para te ligar. Você pode fazer as lembrancinhas de maternidade?
– Nossa, mas tia…
– É, a Lu é muito calma. Ela ainda está finalizando o quarto da Lara.
– Tia, eu só consigo pra amanhã de manhã, tia, tudo bem?
– Ah, tudo bem.

Este foi o diálogo inicial, e não foi nem com a mãe do do bebê que estava nascendo. Realmente, uma mãe muito tranquila. Depois, eu ainda consegui falar com a Lu, a mãe-calma-que-só-ela. Foi tudo muito rápido, e ainda tive a sorte de a gráfica ser perto de casa e o designer ser gente boa. Entreguei os fudges hoje às 16. Ufa!

Mas, fala sério. Quando que, com o primeiro filho, a mãe só lembrou das lembrancinhas em trabalho de parto? Quando que na 40° semana, a mãe ainda não tinha o quarto pronto? Sorte da Lara que vai ter uma mãe bem calminha ao lado dela.

Bem- vinda Lara Sophie!

Patrícia + Marcos = Klaus

21 jul

A Patrícia e o Marcos, pais do Klaus, são amigos de longa data. Quando soube do nascimento do pequeno, fiquei muito emocionada – agora que sou mãe a notícia da maternidade tem outro signifcado – e muito feliz – jamais podia imaginar que eles um dia seriam pais.

O Klaus foi planejado, como tudo o que a Patrícia faz. Por isso, junto com a notícia da gravidez veio também a encomenda dos fudges para a maternidade. E eu pensava: ‘mas ela está louca, ainda faltam 5 mêses e ela já está pensando nisto.’ Pois é, quisera eu ter sido organizada assim para a chegada do meu filhote.

Em uma visita à casa deles, antes do nascimento, ela me mostrou o quartinho dele. Eles estavam morando provisóriamente em um apartamento enquanto a reforma da casa não acabava. Mas tudo estava preparado para a chegada do Klaus, muito antes de ele nascer, as roupinhas estavam separadas por tamanho, o berço estava montado e o trocador, improvisado (segundo a mãe) estava lá feito sob medida para o berço do baby.

Uma alegria poder participar deste momento.

Imagem